O milagre da multiplicação

16:49

Outro dia assisti um vídeo sobre dicas de como aplicar o minimalismo (estilo "minimalismo para principiantes") e uma das dicas era reunir todos os objetos repetidos (os famosos múltiplos) e depois se desfazer dos excedentes. Pensei "taí uma dica interessante, mas será que eu tenho múltiplos?". E então percebi que eu tinha sim múltiplos, e o pior de tudo, eram múltiplos de um objeto que eu sequer uso!
Pen drives! (Mas como isso aconteceu? Eu nunca sequer comprei um pen drive na minha vida.) Bom, seguindo a dica, escolhi um único pen drive e me desfiz dos outros. O que eu escolhi (na foto o branco da esquerda, que tem os chaveiros pendurados) foi um presente que meu namorado me deu quando eu disse que precisava conhecer músicas novas: um pen drive cheio de músicas! Obviamente justo desse eu não poderia me desfazer. Então limpei todos os outros e levei-os para o serviço, pois aqui sempre usamos os pen drives internamente. Ou seja, tirei quatro objetos que estavam atrapalhando meu espaço pessoal e coloquei-os em uso em um lugar onde são realmente úteis e servem ao seu próposito.
Além dos pen drives, eu levei todos os cadernos, papeis, canetas, post its, ou seja, todo e qualquer material de escritório que eu tinha em casa para o escritório. Por que isso? Porque é no escritório que eu verdadeiramente uso esses objetos, não na minha casa. Foi uma decisão meio complicada, pois sou apaixonada por essas coisas, mas eu sabia que era a decisão mais inteligente a ser tomada.
O método GTD também tem sido fundamental para me ajudar a usar esses cadernos e bloquinhos de papel que estavam se acumulando por aqui, pois com a prática de anotar uma ideia por folha (para termos espaço para desenvolve-la apropriadamente) acabo usando de verdade esses objetos, ao invés de apenas acumula-los por todos os cantos.
E você? Tem presenciado o milagre da multiplicação acontecendo pela sua vida também? Me conta aqui nos comentários! ;)

7 comentários

  1. Ai, Tati, essa parte de levar os post-its e bloquinhos pro trabalho eu ainda não consigo não. hahaha.



    www.organizando.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desapega, Hélida!! hahaha Eu realmente não usava em casa, então pra mim não faz diferença.
      Besos!

      Excluir
  2. Eu tinha uma teoria de que a tralha tem vida própria. Sua história dos pen drives acabou de confirmá-la, rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais, pode transformar sua teoria em uma certeza! :(
      Besos!

      Excluir
  3. Oi Tate, descobri o seu espaço ontem e " me apaguei." Impressionante a sua sabedoria e maturidade pra tão pouca idade. Li todos os seus posts e acompanhei a sua metamorfose, que orgulho de você! Você não imagina como me ajudou, fui descobrindo junto com você, na prática, o verdadeiro sentido de minimalismo. Sempre fui organizada, desapegada, mas acreditava que isso era apenas uma habilidade minha, mas sentia, que estava faltando algo e aí descobri o minilarismo e (nossa!!!) tudo fez sentindo pra mim! É isso o que quero pra minha vida. Não quero ser escrava do consumismo e me matar de trabalhar pra pagar o que não preciso. Quero a simplicidade da vida, sim, ela pode ser bonita com menos....obrigada Tate querida, vou continuar te acompanhando....

    ResponderExcluir
  4. Oi Tate, fiz o comentario acima, mas como sou meia enrolada com tecnologia, não consegui registrar o meu nome e como queria muitooo comentar, entrei como anônima. Vou tentar novamente e caso não consiga (kkkk) meu nome é Anali.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anali! Finalmente encontrei um de seus antigos comentários!! :D E é um dos mais lindos que já recebi, muito obrigada pelo seu carinho! Quando eu me sinto meio fora do eixo dou uma relida nos posts para me lembrar de onde eu vim. Ajuda bastante, me sinto uma leitora do blog mesmo.
      Besos!

      Excluir

Não comente como Anônimo! Se você não possui uma conta para comentar, é só escolher a opção "Nome/URL" no campo "Comentar como" e colocar seu nome! :)