Equilíbrio Financeiro - Você entende do assunto?

16:42


Você já ouviu falar dele inúmeras vezes: na tv, no rádio, nos jornais e revistas. Mas porque sua vida não está equilibrada financeiramente? Porque você se sente como se estivesse precariamente equilibrado numa corda bamba?

1. Mas o que é equilíbrio?

Definição para equilíbrio:  

Definições da web
o estado de descanso ou estabilidade devido à ação igual de forças opostas; estabilidade entre forças, poderes ou influências;...
pt.wiktionary.org/wiki/equilíbrio
Essa é a definição de equilíbrio  Você pode imaginar a seguinte situação: imagine-se parado, com uma pessoa te empurrando para frente e outra pessoa te empurrando para trás. Você está em equilíbrio  afinal dificilmente vai sair do lugar. Vamos traduzir isso para a vida financeira? 

2. Equilíbrio financeiro precário.
equilíbrio financeiro precário, ocorre quando você tem dinheiro suficiente para pagar suas contas, mas não possui sobras. Além disso você não possui nenhum tipo de reserva econômica  Ou seja, enquanto você só recebe dinheiro e paga contas, está tudo certo, você consegue ficar em cima da corda, mas quando caí algum problema no seu colo - BUM! Você se estrepa. É o típico "ficar sobre a corda bamba".

3. Equilíbrio financeiro ideal.
O equilíbrio financeiro ideal, ocorre quando você têm dinheiro suficiente para pagar suas contas e também possui reservas financeiras. Assim, quando você têm um problema, você pode até cair com o susto, mas possui um "colchão de segurança" para amortecer a queda. Você pode chamar esse de "ficar em cima do muro", mas aqui o muro é largo o suficiente para que você mantenha seu equilíbrio se você cair de bunda no chão.

4. Como funciona o Colchão de Segurança?
O conceito de colchão de segurança prevê que se você tiver um susto, existirá algo para amparar sua queda, até que você possa se reerguer. Teoricamente, o valor desse colchão deve ser o equivalente a 6 meses de despesas suas. Traduzindo: se você gasta mensalmente R$2 mil reais para viver e pagar suas contas, então seu colchão deve ser seis vezes esse valor: R$12 mil reais. E foi agora que você pensou "mas onde eu vou conseguir esse valor? Que absurdo!". Calma, não se desespere, eu ainda não expliquei tudo.

5. Tate, eu tenho um equilíbrio, mas não estou feliz. Por que isso acontece?
Porque as pessoas tem a mania de ignorar certos detalhes ao criar seu orçamento familiar. Lembram-se do conceito dos envelopes? Um envelope, ou seja, uma reserva financeira para cada custo que você possui? Um valor para abastecer a casa, outro valor para manter o carro, outro valor para bancar os estudos... Nós também temos que alimentar nossa alma. Se você gosta de comer fora, e não reserva um dinheiro para isso, o que acontece? Se você curte pegar um cineminha, e deixa de fazer isso, o que acontece? Se você ama ler, mas não compra livros, o que acontece? Você se frustra. E isso, senhoras e senhores, é a maior força que existe contra o equilíbrio financeiro.

6. Se conheça, se permita.
Eu sou uma leitora avida. Ganhei exatos treze livros no natal, e já li sete deles (em 14 dias). Além disso eu amo viajar, assistir seriados, ir a cafés e passear no shopping para comprar o que eu quiser. Essas são as coisas que eu amo. São as coisas que alimentam minha alma. Elas custam caro, mas eu não posso me privar 100% de tudo. Como eu faço?
  1. Baixo os seriados no computador. Não sei se isso é errado, ou não, só sei que sai relativamente de graça. Baixo vários, montes deles. E assisto quando quero. Não custa nada, e eu fico feliz.
  2. Releio meus livros, de novo e de novo e de novo. Por isso amo coleções. Opto por ter coleções, que eu posso reler e ocupar vários dos meus dias livres assim. É só escolher o gênero, puxar da prateleira e pronto. Tem um custo, a cada 3 meses eu compro cerca de 2 ou 3 livros novos. Estou feliz.
  3. Viajar não é uma facilidade que exista na minha vida hoje. Dependo dos meus pais para isso, então não é algo que eu faço com frequência. Mas eu planejo e sonho com viagens futuras, e isso me basta por enquanto. Eu converso sobre isso com as pessoas, e isso alimenta minha alma por hora. Estou razoavelmente feliz.
  4. Ir a um café não é tão simples, mas as vezes, quando meu noivo vai me buscar no serviço e a gente tem o resto do dia livre eu me permito ir até um. Em geral deixamos quase R$50,00 no lugar, mas não tem problemas, porque nem ligamos pra isso nesses dias. A última vez foi no shopping no natal. Antes disso eu nem me lembro, faz um tempão. Por isso eu me permito! Estou feliz assim.
  5. Ir ao shopping. Se eu fosse ficar só pensando que isso me faz feliz, estaria agora na miséria. Costumava fazer isso a cada 3 ou 4 meses. Quando vou no shopping levo comigo algum dinheiro, deixo o cartão em casa, evito ir nas lojas. Tomo meu café, ou como alguma coisa, e se o dinheiro permitir vou na livraria. Isso me basta. Fico feliz.
Quando for fazer essa entrevista consigo mesmo, tente se lembrar das coisas que te fazem feliz e de para elas a prioridade que elas merecem. Se você gosta de ter contato com a natureza e ficar com seus filhos, por exemplo, reserve um fim de semana por mês para ir tomar um sorvete no parque com eles. Se você gosta de cinema e de jogar no computador, se prepare para ir ao cinema uma vez por mês e procure um jogo on line que de para você bancar como hobbie. Se a sua praia é comprar roupas e fofocar com as amigas, criem o ritual de conhecer novos centros de compras, novos shoppings, novos out let's. Transformem os pequenos hábitos e as pequenas felicidades em coisas que alimentem sua alma por mais tempo, faça valer a pena o dinheiro gasto com as coisas, não compre apenas por comprar. Tirem fotos dos passeios, andem a pé, sintam as pessoas que estão por perto. Faça com que essas coisas pequenininhas fiquem na memória por muito tempo. Assim você se mantém feliz.

7.Comece agora mesmo.
Se você já entendeu que para estar em equilíbrio financeiro, tanto as economias, quanto os hobbies devem fazer parte da sua vida, está na hora de começar a trabalhar seu equilíbrio financeiro futuro. Comece simples. Proponha para sí mesmo o desafio de juntar dinheiro pequenas cotas de dinheiro. Por exemplo, em pequenas prestações. Ou nessa técnica bacana que eu tive a oportunidade de conhecer a um tempo atrás:
  1. Guarde R$1 hoje;
  2. Guarde R$2, do seu próximo pagamento;
  3. Guarde R$4 do pagamento seguinte;
  4. R$8 do próximo;
  5. e vá indo, sempre dobrando o valor: 16, 32, 64, 128, 256, 512...
Quando você chegar num valor que não dá para aumentar, coloque como meta dobrar esse valor assim que possível. Por exemplo, estagnou na casa dos R$128/pagamento. Faça o possível para abrir uma brecha nas suas despesas para que consiga poupar R$512 em casa recebimento seu.
Você que trabalha com comissão, pode acordar consigo de usar seu salário base para pagar suas contas e sempre poupar sua comissão. Se seu base é de R$1000 e sua comissão chegar a R$1000, então você poupará R$1000 de uma única vez. Ou guarde sempre uma porcentagem do seu pagamento. Enfim, encontre seu jeitinho.

Esse post de hoje acabou ficando enorme, mas eu acho que consegui explicar melhor o conceito de equilíbrio financeiro. Lógico que não é aquela explicação fantástica e aprovada pelos financistas, mas sim uma abordagem mais simples, apenas para você se acostumar com a ideia. Quem quiser perguntar alguma coisa fica a vontade para usar o espaço dos comentários, e eu estou pensando em falar mais sobre reservas financeiras e suas possibilidades e explicar melhor o colchão de segurança pra vocês!

6 comentários

  1. Amei... como sempre... bjs
    https://estoypensandoen.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Tate, descobri seu blog há um tempo atrás e li ele todinho!!! rsrs
    Quando ficou esses dias afastada, fiquei morrendo de medo de você ter nos abandonado! hahaha, estou aprendendo muito com seus textos e cada leitura é um empurrão para eu me organizar financeiramente!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Rafa, obrigada! Esse seu comentário faz parte daquele grupo que dá um coceirinha gostosa no peito de felicidade! Espero continuar correspondendo as suas expectativas! E fica firme que se organizar é fácil fácil!

      Beijo!

      Excluir
  3. Encontrei seu blog procurando dicas para finanças e posso te dizer que suas postagens ajudaram muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba eba, espero continuar ajudando cada vez mais!

      Excluir

Não comente como Anônimo! Se você não possui uma conta para comentar, é só escolher a opção "Nome/URL" no campo "Comentar como" e colocar seu nome! :)